Cotidiano e Poesia | por Vinicius Carvalho
15790
home,paged,page,page-id-15790,page-template,page-template-blog-large-image,page-template-blog-large-image-php,paged-2,page-paged-2,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,boxed,wpb-js-composer js-comp-ver-4.7.4,vc_responsive
cats
0

23 mar (Ao tempo)

Chega um tempo em que você não se preocupa e esquece a ansiedade. Você entende que as pessoas oferecem aquilo que são, entretanto coração não entende de exatidão. Você simplesmente para de olhar e se despede do ontem e entende que a felicidade esta na…

READ MORE
11034253_965962936748409_5846075293338213067_n
0

19 mar Ser feliz por nada!

Nas minhas costas carrego apenas a leveza da serenidade, pois aprendi ainda jovem a graça da velhice. Aprendi com a dor, encontrei o equilíbrio do grito, desfiz o nó da garganta. _Eu aprendi a diferença do que é meu e do que é do outro…

READ MORE
top
0

15 mar (Atrás dos olhos)

– Distraio o mundo num caminhar silencioso e persistente. Eu sou um tipo de força da natureza, uma raça de cavalo que não se doma. Eu faço amor com os meus medos me despeço e prossigo / mergulho na significância ilógica da vida, sou o…

READ MORE
cats
0

24 fev O mapa da (Alma)

Às vezes precisamos usar a nossa sensibilidade ao que é simples. Eu sou um homem construído, formado e brutalmente pisado pelas circunstancias, entretanto eu posso ver a beleza que é estar pisando no hoje estou sendo transformado, estou crescendo naquilo que sou. Que o medo…

READ MORE
eagleinthesun
0

12 fev Firmamento

Eu aprendi o voo, conclui as formas, eu semeei meu chão construi e derrubei muros. Eu fui sala de estar e de ser, eu senti a falta do abraço, mas ainda assim fui à invenção do olhar. A quem devo minha experiência se até aqui…

READ MORE
FT3
0

11 fev Esqueça os (porquês)

Eu vou deixar que o tempo passe e que a perda seja transformada em recompensa. Seja o tempo que for a certeza é que não se pode escapar das agruras, pois é vivendo que aprendemos a aceitar a beleza da vida dos dois lados. Eu…

READ MORE
Sem título
0

11 fev “Viva La Vida”

Olhos efêmeros que se desfazem no círio das nuvens – olhos de Frida. Lá fora é preciso rimar com o sol é ser à flor da pele. Sou o cílio da alegria e o desarrumar do peito. Sou o sonho do acaso e o pesadelo…

READ MORE
Sem título
0

21 jan Férias – Mairinque. SP. 2015

Noites com sol… A diversão encosta e a manhã de sábado acontece despretensiosa, desligando o nó na garganta e essa minha alegria disfarçada. Eu aconteço nas águas que veraneia meu peito e então, estou cheio novamente. Cheio das gentes que me fazem bem/ sou eu…

READ MORE
cats
0

21 jan Liberdade

Coração pacifico liberdade compreendida – cumplicidade. Seguimos descalços – desprendidos dessa caligrafia claustrofóbica. Estamos dando fim para os dias de desamparo – calando os porquês dos olhos tagarelas à frente. Estamos mexendo nos nossos paradoxos (vivemos o instinto da paz.) -Abrimos as cortinas das reticências…

READ MORE
Sem título..oo
0

20 jan Quando um homem ama…

Não há preocupação só a vontade de seguir enfrente. – O homem atravessa a idade da solidão num abraço amante – onde nada se espera nem desespera. O homem aprende a dor da renuncia e finalmente ama com verdade – celebrando os menores indícios de…

READ MORE